Perguntas Frequentes

1 - Como está a regulamentação da profissão?

O Projeto de Lei 959/2003 já passou por todas as comissões da Câmara Federal e aguarda a inclusão na pauta de votação, onde vários deputados já solicitaram a inclusão,  mas sem sucesso até o presente momento.

2 - Porque os Cursos Superiores de Tecnologia em Estética não estão citados no Catálogo Nacional de Cursos do MEC?

No Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, encontramos o curso Técnico no eixo ambiente, saúde e segurança, desta forma, apesar do Curso Superior de Tecnologia em Estética não estar citado no Catálogo, também se encontra alocado no mesmo eixo ambiente, saúde e segurança.

3 - Para trabalhar com Estética posso fazer um curso livre?

Para ser esteticista a formação deverá ser por meio de curso técnico, com carga horária mínima de 1200 horas ou superior tecnológico, com carga mínima de 2400 horas.

4 - Qual a faixa salarial do profissional de estética?

Esse valor vai variar em diversos aspectos, mas, e principalmente, pela localização do trabalho e poder aquisitivo do público alvo. Um profissional que trabalhe por conta própria (autônomo) não terá salário definido, já o profissional que trabalha com carteira assinada receberá o piso salarial referente à legislação estadual, mais a comissão estabelecida pelas partes. No Rio de Janeiro o valor do piso salarial para a categoria é de R$ 603,31 (seiscentos e três reais e trinta e um centavos).

5 - Recebi a visita do conselho de outra profissão dizendo que não podia fazer drenagem linfática e nem usar aparelhos de eletroterapia, o que fazer?

Junte todos os seus certificados e documentos referentes à legalização de seu espaço, procure por alguma entidade representativa para lhe orientar, caso tenha dificuldades, contrate um advogado. É importante também fazer um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima. Entre também em contato conosco para que possamos ajudá-los.

6 - Tenho só o curso técnico, posso abrir meu próprio negócio?

Pode, mas terá que ter um médico para assinar como responsável pelo trabalho. Apesar de já contarmos com profissionais com nível superior a legislação da maioria dos estados ainda não mudou, cabendo ações que promovam essas mudanças junto ao legislativo.

7 - Fiz meu curso de estética fora do país e agora estou voltando, como faço para que meus certificados tenham validade no Brasil?

Procure a agência da Vigilância Sanitária ou um Sindicato da Classe e leve seus certificados para serem validados.

8 - Posso fazer carboxiterapia e laser para depilação?

Qualquer procedimento invasivo, com ou sem adição de substâncias, e que possam causar intercorrências, são de competência médica. Só o médico saberá resolver qualquer alteração causada por essas e outras técnicas.

9 - Podemos utilizar agulhas descartáveis nas limpezas de pele e na técnica de eletrolifting?

Sim podemos utilizar. As técnicas empregadas nos dois casos, realizadas por mãos habilitadas, por meio de conhecimento teórico e pratico, são muito superficiais. As agulhas descartáveis fazem parte dos nossos recursos de trabalho, catalogados na Classificação Brasileira de Ocupações, no Ministério do Trabalho e Emprego.

10 - Soube que os esteticistas não podem usar mais pincéis, é verdade?

Não, não é verdade. Os pincéis podem ser usados, bastando serem higienizados corretamente, por meio de hipocloreto de sódio, ou outra substância esterilizante.

11. Trabalho como esteticista, mas não tenho curso técnico e nem superior, caso a profissão seja regulamentada, vou ter que parar de trabalhar?
Não, você não precisará parar de trabalhar. O PL 959/2003 diz em seu texto que o profissional que já trabalha a pelo menos 2(dois) anos, estará regulamentado, devendo fazer um curso de equiparação ou convalidação para obter o diploma de técnico.

12. Não tenho o segundo grau, vou poder fazer o curso de convalidação?
Neste caso, você deve iniciar o segundo grau imediatamente para quando a regulamentação ocorrer você já se encontrar apta a cursá-lo.